“Hoje ouvi uma música e me lembrei de algum tempo atrás, onde eu amei demais e que por alguma força superior a sua vontade, acabou. Guardei comigo aquele amor maior, me tornei uma pessoa sóbria demais, seca demais para me importar contigo, mesmo você morando dentro de mim. Perambulei por aí durante seis longos anos, andando como quem morre e deixa aos outros a sua desgraça natural e primitiva dos tempos de outrora. Mas ao ouvir aquela música, pensei comigo será que ainda a amo! Procurei e achei uma foto sua, olhei por instantes e não senti nada, minha pele não arrepiou, não senti borboletas no estomago e muito menos dei aquele sorriso bobo de lado. Parece que foi tudo aquilo foi efêmero, aquele amor singular e avassalador, morreram. Engraçado e mórbido ao mesmo tempo. Renasceu um sentimento de liberdade dentro de mim. Agora sim, quero ser a razão de alguém ser feliz. Quero abraços, amor, carinho e atenção e sorrisos. E sobre aquela música que ouvi, sim quero ser o anjo de alguém” 
- Patrícia Rochefeler

11.abr..14 Há 4 dias

http://www.youtube.com/attribution_link?a=gM8HH0Vfe64&u=/watch?v=QhNBmfG_02U&feature=share

Dança demais!!! Gjuis

09.abr..14 Há 1 semana